Menu
RSS

 



"Welcome To The Punch" (Conspiração Explosiva) por Jorge Pereira

 
São óbvias as influências que Eran Creevy utiliza para este “Conspiração Explosiva”, como os trabalhos mais antigos de Michael Mann, Tony Scott, Mike Hodges e particularmente John Woo, mas a verdade é que se esta espécie de homenagem está lá, o certo é que este combo de ação repleto de traições e twists nunca sobrevive bem ao seu enredo atabalhoado e às suas personagens demasiado superficiais quando se tenta entrar em sequências mais dramáticas.
 
Max Lewinsky (James McAvoy) e Jacob Sternwood (Mark Strong) são dois homens com um passado oposto e contas por acertar. O primeiro é um detetive, o segundo é um antigo criminoso que se se afastou para a Islândia. Quando o filho de Sternwood vê-se envolvido num crime que corre mal, ele é forçado a regressar a Londres, vendo Lewinsky a hipótese de acertar contas.
 
Partindo deste enredo, Creevy constrói um policial de acção -  de escola britânica com influências do cinema de Hong Kong - que até tenta dar alguma dimensão às suas personagens mas não consegue. Quando surgem os momentos de conflito e confronto, estes teimam em ser profundamente estilizados e derivativos (há um tiroteio numa casa em que só faltaram os “pombos” de John Woo), não havendo particularmente uma assinatura autoral, uma marca pessoal, que lhes dê um tom de unicidade e que o distinga dos demais. Para mais, o enredo – na tentativa de surpreender – tropeça muitas vezes em inconsistências e sub-enredos desnecessários, o que contribuiu para alguma sensação de confusão e até aborrecimento.
 
No que toca ao elenco, McAvoy não desilude, mas é Mark Strong que se destaca. Já Andrea Riseborough é nitidamente desperdiçada, enquanto David Morrissey volta a ser o elo mais fraco e banal.
 
Em suma, «Conspiração Explosiva” acaba por não sobreviver às suas intenções, ainda que seja um filme de ação que não se deva desprezar totalmente.
 
O Melhor: Mark Strong
O Pior: Enredo trapalhão e sequências de ação derivativas
 
Jorge Pereira
 


Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos