Menu
RSS

 



Asia Argento alegadamente "comprou o silêncio" de um homem que a acusou de agressão sexual

A atriz italiana Asia Argento, um dos rostos do movimento #MeToo e uma das principais acusadoras do produtor norte-americano Harvey Weinstein, terá alegadamente chegado a acordo com Jimmy Bennett, que a acusou de agressão sexual. Diz o The New York Times (NYT) que o caso remonta a 2013. Alegadamente, Bennett foi agredido sexualmente num quarto de hotel na Califórnia. Na época, o jovem ator e músico tinha apenas 17 anos e Argento 37. Na Califórnia, a idade de consentimento para relações sexuais é aos 18 anos.

O jornal acrescenta que teve acesso a documentos da acusação e do acordo feito posteriormente para que o caso não chegasse aos tribunais, o qual envolveu o pagamento de 380 mil dólares (333 mil euros) por parte de Argento. Para além desses documentos, o NYT teve também acesso a uma uma selfie onde os dois estão deitados numa cama. A autenticidade de todos estes elementos foi confirmada ao jornal por três fontes próximas do caso. 

Argento, normalmente bastante ativa nas redes sociais, ainda não prestou nenhuma declaração sobre o caso. Jimmy Bennett também recusou falar ao jornal. Quem já comentou a situação foi Rose McGowan, aliada de Argento quando a italiana fez as acusações a Weinstein. McGowan diz que "está de coração partido", mas sugere prudência, já que “a verdade da situação” em torno de Argento ainda não é conhecida.

 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos