Menu
RSS


Amr Salama explica as motivações para contar o outro lado da história de «Sniper Americano»

Há uns meses atrás ficamos a saber que estava a ser desenvolvido um projeto sobre o sniper iraquiano que era o grande antagonista de Chris Kyle, a personagem interpretada por Bradley Cooper no filme de Clint Eastwood, Sniper Americano.

Com a realização do realizador egipcio Amr Salama, esta produção – que ainda se encontra na fase de encontrar financiamento – não será um «anti-Sniper Americano», como disse o cineasta à Variety, mas sim um trabalho que vai «humanizar» Mustafa, o insurgente iraquiano, tratado no livro [autobiografia de Kyle] e no filme como «um selvagem»:«É um filme sobre o dilema sobre o que constitui o terrorismo. Quem é um lutador pela liberdade e quem é a vítima? É também sobre pontes entre diferentes culturas e de ver o que está por trás do que se vê nas notícias. Em outras palavras, é um filme anti-guerra, pró-humanidade.»

Quando questionado o que tinha achado do filme de 2014, Salama referiu que Clint Eastwood era dos seus diretores favoritos e o que mais respeitava na sua carreira foi quando criou Cartas de Iwo Jima (2007) e Flags of Our Fathers - As Bandeiras dos Nossos Pais (2006) para contar a história [Segunda Guerra Mundial] das diferentes perspetivas [japonesas e americanas]: «Eu esperava que isso também fosse o caso [em 'Sniper Americano') com os árabes. Claro, ele não precisa fazer duas versões de cada filme que faz. Mas neste caso, onde temos uma guerra muito controversa e o evento político mais polémico deste novo século, pensei que [a história] merecia outro ângulo.»

O egipcio referiu ainda que na verdade, o filme era mais politicamente correto do que o livro: «O livro era sobre esses 'selvagens' que ele estava a matar no Iraque. Pensei que queria responder a isso, porque tenho certeza de que quase todos [aqueles 'selvagens'] têm um filho que os ama e uma esposa que quer que ele viva. Pensei: 'Quero dar um olhar humano a essas pessoas'».

Vale a pena referir que Salama é conhecido por filmes de alguma forma controversos, como Asmaa (2011), sobre uma mulher egípcia que lutava com o estigma social de ser HIV-positiva; Excuse My French (2014), sobre um cristão inscrito numa escola pública islâmica que se vê forçado a ocultar a sua identidade religiosa; e Sheikh Jackson (2017), o seu mais recente projeto, sobre um clérigo muçulmano conservador atormentado pelo fascínio por Michael Jackson.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos