Menu
RSS


«Deadpool» por Jorge Pereira

Deadpool não se limita a derrubar a quarta parede neste spinoff da franquia X-Men. Deadpool derruba tudo o que lhe aparece à frente. Esqueçam o tom mais sério da saga parente. Nada a ver. Deadpool faz parte desse mundo, mas está a léguas de distância.

Veja-se que estamos perante um tagarela violentíssimo, um tal de Wade Wilson que persegue um mutante, Ajax, que o quis transformar num superescravo. Pelo meio, outros mutantes tentam que ele se junte ao bem (à equipa do Professor X). Mas Wade/Deadpool tem outros planos, bem mais pessoais, e não deixa ninguém a salvo. Nem mesmo Ryan Reynolds escapa ao seu tom desbocado, ou achavam que esse ator tinha uma carreira tão boa pelos seus atributos na interpretação?

E sim, ele é pansexual. Nada que a namorada (Morena Baccarin) não resolva pelos seus próprios meios. Senão chama-se Bernadette Peters ao seu imaginário. Assunto resolvido (com um unicórnio à mistura).

Mas antes de avançar com mais sobre esta obra, perceba-se isto. É o contacto permanente com o público e os seus monólogos entre o bizarro e o surreal que distanciam Deadpool da maioria dos filmes de banda-desenhada que tenham chegado aos cinemas na última década. Seria até fácil – nos dias que correm – dizer que existe aqui alguma da acidez criada por Seth Macfarlane na TV, mas isso seria pouco, até dada a história da personagem nos comics. E sim, até temos uma violência cruel e desmedida, próxima do grafismo de Punisher. Também podíamos meter Kick-Ass ao barulho, mas nem vale a pena. Deadpool rompe com o esquematismo e chamar-lhe politicamente incorreto era descrevê-lo com um chavão cliché. Nada lhe escapa. Tanto cita Star Wars, como Matrix. Tanto acha que é James Franco perdido no Grand Canyon, como fã dos Wham.

Ao seu lado temos Colossus e Negasonic Teenage Warhead (o melhor nome de sempre de uma mutante). Do lado contrário temos o tal de Ajax e uma fortíssima Angel Dust, com a atriz Gina Carano a mostrar mais uma vez os seus dotes. Stan Lee também não falta por aqui, e desta vez tem um cameo ainda mais divertido que no centro comercial de Malucos do Centro (Mallrats).

Dito isto, uma coisa é certa: Deadpool é mesmo para se ver. Um filme de superpoderes com muito poucos heróis ou desvaneios morais e militaristas. Finalmente...

O Melhor: O Humor, as referências a constante interação com o público
O Pior: Nota-se, logo pela presença escassa de mutantes, a contenção e limitações que o projeto tem no universo X-Men


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos