Menu
RSS


«Altered States»: os estados alterados de Ken Russell

O enfant terrible inglês Ken Russell, o homem que chocou meio mundo com a sua brilhante heresia ambulante - The Devils (1971) - decidiu avançar para terras de Hollywood e encontrou na Warner Bros., o "perfeito pedaço de céu" para começar a sua jornada. A tarefa não era simples, aliás, consistia em adaptar o livro de Paddy Chayefsky, Altered States, uma prolongada trip ao mundo das drogas alucinogénicas, que vai desde os rituais xamânicos de uma tribo mexicana até à câmara de isolamento de uma Universidade de Harvard. O trabalho fictício de Chayefsky foi inspirado nas investigações de John C. Lilly, que utilizava tanques de privação sensorial e drogas psicadélicas para as suas pesquisas no foro da consciência humana.

A produção de Altered States foi marcada por uma constante disputa entre o escritor (também autor do argumento) e o realizador. O primeiro acusava o segundo de não seguir "à risca" o seu trabalho escrito, e Russell considerou Chayefsky demasiado intrometido na sua realização (tendo sido várias vezes banido do set). O resultado desta relação continuou tortuosa até à morte do escritor, que havia recusado o seu nome creditado no filme (tendo acabado apenas por surgir sob o pseudónimo de Sidney Aaron), para além de afirmar em público a não intenção de ver a obra. Tais escândalos encheram manchetes noticiosas, mais do que o filme propriamente dito que converteu-se num fracasso financeiro do estúdio.

Contendo os primeiros papeís de William Hurt e Drew Barrymore no cinema, Altered States pode muito bem ser um produto imaginado desde a primeira linha como a aposta de uma major, mas no interior desta viagem alucinada esconde-se uma obra tão particular ao estilo de Russell. O realizador confessou anos mais tardes que fora durante a rodagem deste filme que obtivera a mais marcante trip da sua vida. Se tal experiência influenciou o filme ou não é, até aos dias de hoje, inexplicável. Porém, é evidente os traços dementes e igualmente íntimos do cinema do realizador. A começar com a primeira sequência de delírio - uma sucessão teológica que arranca com a tão marca autoral de Russell (de crucifixos a cobras blasfémicas), esta é a crença habitada no coração do cineasta, uma fervorosa religiosidade em conformidade com um anárquico olhar crítico à própria fundação católica. Sim, este é um filme celebrizado na sua consciência cientifica, embora o seu arranque seja tudo menos enviusado nessa área, até porque a mente do protagonista, assim como a do realizador, encontra-se concentrada no elo divino, mais do que o elo evolutivo.

William Hurt desempenha o cientista (por outras palavras, cobaia), que se aventura numa perigosa experiência sobre a consciência humana e de que maneira esta nos aproxima e afasta dessas mesmas raízes divinas. Sujeitado a uma câmara isolada sob a dosagem de exóticos e alucinados estupefacientes, ele começa a delirar. Os devaneios mentais começam a materializar-se sem razão aparente, alimentando teorias de regressão evolutiva ou até mesmo avanços na espécie humana.

Altered States joga diversa vezes como uma catarse entre o darwinismo sofisticado com o criacionismo redentor, o filme tem essa tendência de auto-duvidar-se enquanto se apresenta como um romance do emocional com o mental. A obra tem sido descrita por muitos críticos da altura como "atrevida" (uma característica rara vinda de um grande estúdio), e uma dessas ousadias está nas primeiras utilizações do CGI, onde a personagem de William Hurt transforma-se em algo nada concreto sob o utensílio da rotóscopia.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos