Menu
RSS


Guardiões da Galáxia Vol. 3: Disney volta a contratar James Gunn

O realizador James Gunn, responsável pelos dois filmes da saga Guardiões da Galáxia, foi há uns meses demitido pela Disney após uma publicação conservadora (The Daily Caller) ter divulgado alguns tweets do cineasta entre 2008 e 2011. Neles, Gunn fazia diversas piadas negras sobre temas como a pedófilia ou a violação, temas que a Disney considerou ofensivos, "indefensáveis e inconsistentes com os seus valores".

Porém, e num volte face impressionante, a Deadline avança que Disney voltou a contratar o cineasta, permitindo que ele filme o terceiro capítulo da saga Guardiões da Galáxia. Este regresso está condicionado ao facto de Gunn, entretanto, ter assinado contrato para escrever e realizar a sequela de Suicide Squad para a Warner Bros e DC. A Marvel Studios concordou em iniciar a produção do seu filme depois de Gunn finalizar Suicide Squad 2.

Recorde-se que na época em que os tweets foram "reavivados", o realizador comentou a decisão do estúdio, pedindo desculpas pelos tweets: "As minhas palavras com quase uma década foram, na época, totalmente fracassadas e infelizes esforços em ser provocador. Arrependo-me (desses comentários) há muitos anos - não apenas porque eram estúpidos, pouco engraçados, extremamente insensíveis e certamente não provocadores como eu gostaria que tivessem sido, mas também porque não refletem a pessoa que sou hoje ou há algum tempo.  (...) Muitas pessoas que seguem a minha carreira sabem que quando comecei, vi-me como um provocador, fazendo filmes e contando piadas ultrajantes e sobre tabus. (...) Independentemente de quanto tempo passou, entendo e aceito as decisões tomadas hoje (...) Mesmo muitos anos depois, assumo a total responsabilidade pela maneira como agi. Tudo o que posso fazer agora, além de oferecer o meu arrependimento sincero, é ser o melhor ser humano que posso ser: aceitar, compreender, comprometer-me com a igualdade e ser muito mais cuidadoso com minhas declarações públicas e as minhas obrigações. Para todos dentro da minha indústria e além dela, peço novamente as minhas mais profundas desculpas."



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos