Menu
RSS


Eva Green: «James Bond deve ser sempre um homem»

A atriz Eva Green, que foi Vesper Lynd em 007: Casino Royale, afirmou à Vanity Fair que a personagem de James Bond deve ser sempre um homem.

"Não faz sentido James Bond ser uma mulher. As mulheres podem interpretar diferentes tipos de personagens, estar em filmes de ação e serem super-heróis, mas James Bond deve ser sempre um homem e não Jane Bond. Há história com a personagem que devem continuar. Ele deveria ser interpretado por um homem", disse a francesa na antestreia de Dumbo.

Green segue assim a linha das palavras proferidas por Rachel Weisz ao The Telegraph há uns meses, quando considerou que não seria bom a personagem do famoso espião ser interpretada por uma mulher. Segundo ela, as mulheres merecem as suas próprias histórias no grande ecrã em vez de apenas um remake de uma personagem masculina famosa.

Weisz também disse que a masculinidade de Bond e a maneira como ela trata as mulheres é parte integrante da personagem, um componente que seria perdido se o filme mudasse o género do protagonista. Ian Fleming "dedicou muito tempo a escrever essa personagem em particular, que é particularmente masculino e se relaciona de uma maneira particular com as mulheres. Porque não criar a sua própria história, em vez de saltar para os ombros e ser comparado a todos os outros predecessores do sexo masculino? As mulheres são realmente fascinantes e interessantes e devem ter as suas próprias histórias".

Recorde-se que brevemente veremos Eva Green nos cinemas em Dumbo.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos