Menu
RSS


Advogado de padre pede o adiamento da estreia de filme sobre a pedofilia

François Ozon, o realizador de obras como 8 Mulheres (2002), Dentro de Casa (2012) e Frantz (2016), executou um projeto sobre o caso do padre Bernard Preynat, acusado em 2016 de ter abusado sexualmente de mais de 70 jovens escuteiros entre 1986 e 1991.

Preynat será julgado em 2019 e o seu advogado, Frédéric Doyez, quer que a estreia do filme em França - marcada para fevereiro - seja adiada para não prejudicar a "presunção de inocência" do seu cliente. "O objetivo do meu pedido é que ele estreie depois do julgamento. A sua estreia é um caso de liberdade de criação", disse Doyez à imprensa gaulesa.

Já com a estreia assegurada no Festival de Cinema de Berlim, Grâce à Dieu foi descrito pelo seu realizador como "um retrato dos homens abusados, como eles viviam com os seus traumas, como eles decidiram falar palavra e quais as repercursões familiares e sociais sociais. Este filme é realmente contado do ponto de vista das vítimas ".

Melvil Poupaud, Denis Menochet e Swann Arlaud fazem parte do elenco.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos