Menu
RSS

 



Morgan Freeman acusado de assédio sexual e comportamento inapropriado

Oito mulheres acusaram Morgan Freeman de assédio e comportamento inadequado, de acordo com uma peça jornalistica da CNN.

Ao todo foram 16 as pessoas que falaram à estação de televisão sobre Freeman, 8 alegadas vítimas e 8 testemunhas. Todas descrevem um padrão de comportamento inapropriado por parte do ator.

Entre as supostas vítimas está uma assistente de produção que trabalhou com o ator em Going In Style (Ladrões com Estilo), que alega que o ator atualmente com 80 anos tocou nela de forma inapropriada e frequentemente fazia comentários sobre o seu corpo: "Ele comentava os nossos corpos ... Sabíamos que se ele viesse ... não devíamos usar nenhum Top que mostrasse os seios, nada que mostrasse os nossos rabos." Freeman terá mesmo tentado levantar a saia da jovem e perguntou-lhe se estava a usar roupa interior. Foi Alan Arkin, outro dos nomes presentes no elenco do filme, a dizer a Freeman para parar com este comportamento.

Outros relatos apontam para o mesmo comportamento em Now You See Me, (Mestres da Ilusão), em 2012, e atitudes menos próprias com uma repórter da CNN, Chloe Melas, e uma jornalista da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood

Morgan Freeman já emitiu um pedido de desculpas por fazer as mulheres se sentirem "desconfortáveis": "Qualquer um que me conhece ou trabalhou comigo sabe que eu não sou alguém que ofenderia intencionalmente ou conscientemente faria alguém sentir-se desconfortável", disse Freeman num comunicado à  Variety. "Peço desculpas a qualquer pessoa que se sentiu desconfortável ou desrespeitada - essa nunca foi minha intenção."



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos