Menu
RSS

 



"A Forma da Água": Jean-Pierre Jeunet acusa Guillermo del Toro de copiar cena de "Delicatessen"

O realizador francês Jean-Pierre Jeunet, conhecido por filmes como Delicatessen (1991) e O Fabuloso destino de Amelie (2001), acusou Guillermo del Toro de plagiar uma cena de Delicatessen no seu filme The Shape of Water (A Forma da Água).

Segundo Jeunet, em declarações ao jornal Ouest-France, a cena em questão é aquela em que as personagens interpretadas por Sally Hawkins e Richard Jenkins fazem uma pequena dança enquanto estão sentados no sofá a ver um filme antigo de Hollywood. 

Jeunet crê que Del Toro "roubou" a ideia de Delicatessen e confrontou mesmo o cineasta sobre essa cena: "Eu disse-lhe: tu tens muita imaginação, muito talento. Porque foste buscar ideias aos outros?". Del Toro terá respondido que tanto ele como Jeunet "devem muito a Terry Gilliam". "Segundo ele, ele não roubou nada aos outros, mas foi Terry Gilliam quem nos influenciou a todos. Mas é claro. Quando ele faz a cena do casal sentado à beira da cama dançando com os pés, com o musical em plano de fundo na TV, é tão copiado e colado de Delicatessen que há um momento em que eu digo a mim mesmo que ele não tem auto-estima."

O realizador francês prossegue nas acusações, dizendo que foi avisado para ir ver A Forma da Água porque teria similaridades com O Fabuloso Destino de Amélie: "Na verdade, há algumas coisas no início como o pintor, o apartamento, a menina um pouco sincera ... Mas é especialmente Delicatessen (...) Mas Guillermo tem talento suficiente para não fazer isso.", concluiu.

Curiosamente, essa não é a única cena do filme que tem semelhanças com Delicatessen. Vários meios, como o própria Ouest-France, apontam a cena no filme de Del Toro, onde uma personagem enche completamente uma casa de banho com água, tem reminiscências de uma cena semelhante na longa-metragem de Jean-Pierre Jeunet.

Recorde-se que esta acusação não é a primeira contra o filme de Del Toro. O filme já foi acusado de roubar elementos do enredo da peça de teatro de 1969, Let Me Hear You Whisper, e de The Space Between Us, uma curta-metragem de 2015 do diretor holandês Marc S. Nollkaemper.

 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos