Menu
RSS

 



Kim Ki-Duk acusado de agressão a atriz

 

O realizador de cinema sul coreano Kim Ki-duk, conhecido por filmes como Pietà, A Ilha e A Samaritana, vai ser multado no caso de agressão contra uma atriz. O Ministério Público de Seul anunciou hoje que acusou o cineasta com uma infração sumária que o obriga a pagar 5 milhões de won (3880 euros) de penalização.

O incidente ocorreu em 2013 durante as filmagens do premiado Moebius. A atriz, cuja identidade foi mantida em segredo, afirma que Kim deu-lhe um estalo na cara durante as filmagens, obrigando-a ainda a desempenhar uma violenta cena de sexo que não constava no guião. Na época, a mulher acabou por afastar-se da produção, sendo substituída por Lee Eun-woo.

Num comunicado da sua produtora, Kim Ki-duk reconheceu o incidente, mas negou a agressão, adiantando que "não tinha nada pessoal contra a atriz".

Premiado em Cannes, Berlim e Veneza, Ki-duk sempre foi um cineasta controverso e independente da indústria coreana, tendo frequentemente os seus filmes sido apelidados de perturbadores, violentos e até misóginos. Em Moebius o realizador explora a intimidade e os desejos sexuais de uma familia, apresentando mesmo uma mulher que acidentalmente inflinge uma ferida fatal no seu filho e um pai que corta os seus próprios genitais.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Secções

Contactos

Quem Somos

Segue-nos