Menu
RSS


Lars Von Trier nega abuso ou assédio a Björk

No passado domingo, a cantora e atriz Björk afirmou através de uma mensagem no Facebook que foi assediada sexualmente por um realizador dinamarquês, o qual depois de ver rejeitadas as suas incursões sexuais decidiu puni-la. O nome de Lars Von Trier nunca foi mencionado, mas olhando para a descrição da cantora e cruzando com o número de filmes em que participou, era fácil entender que as palavras estavam direcionadas para o cineasta.

Em resposta, numa publicação do seu país, von Trier negou esta segunda-feira qualquer acusação de ter assediado ou abusado de Björk, embora admita que Dancer in the Dark esteve repleto de conflitos entre ele e sua atriz. Essas disputas entre os dois foram amplamente divulgadas na época.

Quem também comentou o caso foi Peter Aalbaek Jensen, um dos produtores do filme de von Trier e parceiro na sua produtora Zentropa. Em declarações ao jornal Jylannds Posten, o produtor mostrou-se surpreso com as acusações de Björk: «Tanto quanto eu me lembro, fomos nós as vítimas», disse Jensen ao jornal Jylannds Posten, acrescentando que na época, Björk tinha mais poder que Lars von Trier, que ele, e que a sua empresa.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos