Menu
RSS

 



James Van Der Beek e Terry Crews condenam Weinstein; mencionam terem sido vítimas de assédio

Ao longo dos últimos dias, foram várias as vozes (femininas e também masculinas), a insurgirem-se contra o comportamento do produtor Harvey Weinstein, envolvido num escândalo sexual, após os testemunhos de mais de três dezenas de mulheres terem surgido publicamente nos media.

O ator James Van Der Beek (da série de TV Dawson's Creek) junta-se a estas vozes críticas: «O que Weinstein está a ser acusado é criminal. O que ele admitiu é inaceitável - em qualquer indústria. Aplaudo todos por falarem.», escreveu no seu Twitter.

Mas o ator não se ficou por aqui, e decidiu contar a sua história pessoal enquanto vítima de abuso de poder, para assim alargar a discussão para territórios ainda não falados - isto é, quando a vítima da masculinidade tóxica é também um homem. «Tive o meu rabo apalpado por homens mais velhos e poderosos. Tentaram encurralar-me em conversações sexualmente inapropriadas quando era mais novo...»

Já na passada terça-feira, também Terry Crews (White Chicks) tinha contado o seu próprio relato de abuso: «Eu e minha esposa estávamos num evento de Hollywood no ano passado e um executivo de alto escalão aproximou-se de mim e apalpou as minhas partes íntimas". O ator falou posteriormente com pessoas que tinham trabalhado com o executivo. No dia seguinte, o executivo em questão telefonou a Crews para se desculpar, "mas nunca realmente explicou porque fez o que ele fez», de acordo com Crews.

A estrela de televisão, cinema, publicidade e também com um culto saudável de memes de internet, entende assim que as vítimas se mantenham caladas, para preservarem as suas carreiras, mas enaltece a importância de denúncias como as que atualmente testemunhamos contra Weinstein.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos