Menu
RSS

 



Claire Denis fala de «High Life», Robert Pattinson e «Stalker» como influência

Numa entrevista à revista francesa Les Inrocks, por ocasião da estreia local de Un Beau Soleil Intérieur, a cineasta Claire Denis adiantou alguns detalhes sobre o seu novo projeto, High Life, um filme de ficção científica que será protagonizado por Robert Pattinson, mas que inicialmente teria como protagonista Vincent Gallo.

Denis explica que a ideia original nasceu no dia em que disse a Gallo: «Tu és tão chato que vou fazer um filme onde estás sozinho no espaço». Durante cinco anos a realizadora - que trabalhou com Gallo em Trouble Every Day (2001) - tentou concretizar o projeto, mas falhou sempre na hora de conseguir financiamento.

Só quando Pattinson entrou em cena, o dinheiro surgiu: «Ele seduziu-me com o Twilight. Um crítico americano escreveu, 'Vão ver Pattinson que é um ator que esconde no seu interior outro ator.' É exatamente isso. Não creio que o Pattinson queira uma carreira que lhe fuja do controlo.» 

A realizadora prossegue com enormes elogios ao ator de filmes Good Time [estreia para breve, em Portugal], contando um episódio que mostra a sua mente aberta e cultura: «Um dia, em Londres, eu queria ver a Fedra de [Krzysztof] Warlikowski e convidei o Robert. Ele perguntou-me quanto tempo durava [a peça]. Eu disse: quatro horas. Senti-o a hesitar, mas ele veio, sem dúvida para me agradar. Ele saiu de lá apaixonado! Agora quer trabalhar com Warlikowski.»


Pattinson em Good Time

Recorde-se que em High Life se desenrola num futuro onde as autoridades decidem utilizar condenados à morte para uma missão de exploração espacial sem grandes esperanças de regresso à Terra. Esses passageiros são também cobaias de experiências sexuais. E é nesta parte que se vai notar mais o dedo de Denis, que afasta a ideia de este ser um blockbuster americano, recorrendo mesmo aos conselhos do astronauta Thomas Pesquet : «o 'palco' é pequeno, os cenários simples e terá poucos efeitos especiais. (...) Estaremos fora do Sistema Solar por isso visualmente será um filme muito escuro».

Quanto questionada pela Inrocks sobre as influências ou filmes de ficção cientifica preferidos, Denis citou mais Don Siegel e Andrei Tarkovsky que Stanley Kubrick, adiantando que o filme mais belo do género é Stalker (Tarkovsky, 1979).

High Life chega aos cinemas em 2018 e conta ainda no elenco com Juliette Binoche e Mia Goth.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Secções

Contactos

Quem Somos

Segue-nos