Menu
RSS

 



«Chanson douce»: o novo projeto de Maïwenn

Depois de Polissia e Meu Rei, a francesa Maïwenn vai levar às salas Chanson douce, um livro premiado de Leïla Slimani.

Em dezembro passado,  Leila Slimani, vencedora do Prémio Goncourt, anunciou que o seu livro seria adaptado para o cinema: "Escrevi em três dimensões. Eu vejo a cena. É como um pequeno teatro na minha frente, com as personagens, as suas roupas e as suas ações. É uma escrita que fala com os cineastas.". Hoje surgiram relatos que seria a polémica Maïwenn a levar o filme aos cinemas.

Chanson Douce começa com um ato sangrento anunciado logo no primeiro parágrafo do livro: "O bebé está morto." Neste romance, a escritora de 35 anos  foi inspirada por uma notícia sórdida que aconteceu nos Estados Unidos, nos bairros ricos de Nova Iorque. O foco é um casal que contrata uma ama para os filhos, uma mulher que se vem a tornar indispensável aos olhos da dupla que a contratou e que começa a ficar extremamente dependente daquela união familiar.

Ainda não há data para o início das filmagens do projeto, mas sabe-se que ele deve chegar aos cinemas em 2018.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos