Menu
RSS


Primeira antevisão da programação do Queer Lisboa 22

O festival de cinema mais antigo da cidade de Lisboa acaba de revelar uma primeira amostra do que podemos assistir no próximo mês de setembro. 

Conforme já tínhamos noticiado anteriormente, o festival abrirá com Diamantino, filme português de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, vencedor do Grande Prémio da 57.ª Semana da Crítica da última edição do Festival de Cannes, e que conta com Carloto Cotta no papel principal de uma estrela de futebol em crise existencial (dando uma piscadela imediata a Ronaldo). A encerrar, outro filme falado em português: o brasileiro Bixa Travesty de Claudia Priscilla e Kiko Goifman sobre a artista ativista Linn da Quebrada, vencedor do Teddy Award para Melhor Documentário na edição deste ano do Festival de Berlim. 

Noutros destaques, de realçar o ciclo retrospetivo "O Vírus-Cinema: Cinema Queer e VIH/SIDA" sobre a presença deste vírus na sétima arte, que contará com a exibição de filmes como Kids de Larry Clark, ou E Agora? Lembra-me de Joaquim Pinto, e a ante-estreia de Disobedience de Sebastian Lelio (cujo Una Mujer Fantastica, também de temática queer, venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro este ano), com as presenças de Rachel Weisz (The Constant Gardener) e Rachel McAdams (The Notebook) no elenco. 

O festival decorrerá de 14 a 22 de setembro. 

Eis a programação já revelada: 

FILME DE ABERTURA

Diamantino, Gabriel Abrantes, Daniel Schmidt (Portugal, França, Brasil, 2018, 92’)

FILME DE ENCERRAMENTO

Bixa Travesty, Claudia Priscilla, Kiko Goifman (Brasil, 2018, 75’)

CICLO O VÍRUS-CINEMA: CINEMA QUEER E VIH/SIDA

Longas-metragens

Bright Eyes, Stuart Marshall (Reino Unido, 1986, 79')
Buddies, Arthur J. Bressan, Jr. (EUA, 1985, 81’)
E Agora? Lembra-me / What Now? Remind Me, Joaquim Pinto (Portugal, 2013, 164’)
Fast Trip, Long Drop, Gregg Bordowitz (EUA, 1993, 54’)
Kids, Larry Clark (EUA, 1995, 91’)
Les Nuits Fauves / Savage Nights, Cyril Collard (França, 1992, 126’)
La Pudeur ou l’impudeur, Hervé Guibert (França, 1992, 62’)

Curtas-metragens

The Ads Epidemic, John Greyson (Canadá, 1987, 5')
A.I.D.S.C.R.E.A.M., Jerry Tartaglia (EUA, 1988, 6')
Aus der Ferne - The Memo Book, Matthias Müller (Alemanha, 1989, 28')
Buffalo Death Mask, Mike Hoolboom (Canadá, 2013, 23')
Danny, Stashu Kybartas (EUA, 1987, 20')
Ecce Homo, Jerry Tartaglia (EUA, 1989, 7')
Final Solutions, Jerry Tartaglia (EUA, 1990, 10')
Frank’s Cock, Mike Hoolboom (Canadá, 1993, 8')
(In) Visible Women, Ellen Spiro (EUA, 1991, 25’)
Internal Combustion, Alisa Lebow, Cynthia Madansky (EUA, 1995, 8')
Kissing Doesn’t Kill, Tom Kalin, Gran Fury (EUA, 1990, 4')
The Last Time I Saw Ron, Leslie Thornton (EUA, 1994, 12')
Listen to This, Tom Rubnitz (EUA, 1992, 16')
Pensão Globo, Matthias Müller (Alemanha, 1997, 14')
The Pictures of Dorian Gay, Mike Kuchar (EUA, 1995, 23')
Some Aspect of a Shared Lifestyle, Gregg Bordowitz (EUA, 1986, 22’)
Steam Clean, Richard Fung (EUA, 1991, 4')

PANORAMA DOCUMENTÁRIOS

George Michael: Freedom - Director’s Cut, George Michael, David Austin (Reino Unido, 2018, 109’)
Kevyn Aucoin - Beauty & the Beast in Me, Lori Kaye (EUA, 2017, 90’)
We Margiela, mint film office (Holanda, 2017, 100’)

PANORAMA LONGAS-METRAGENS DE FICÇÃO

L’Amour Debout, Michaël Dacheux (França, 2018, 83’)
Disobedience, Sebastián Lelio (EUA, Reino Unido, Irlanda, 2017, 114’)



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos