Menu
RSS


“Estamos a viver uma época terrível”: arranca hoje (28/03) a Judaica

Negação, com Rachel Weisz e Timothy Spall no protagonismo, dá o arranque a 5ª edição da Judaica, que decorre em Lisboa entre 28 de março e 2 de abril – seguindo posteriormente para Cascais, Belmonte e Castelo de Vide. Os filmes são o foco da Mostra que, no entanto, alberga eventos de literatura, música, turismo, culinária, fotografia e debates diversos. Em Lisboa a programação decorre no cinema São Jorge.

A Judaica inicia com um tema quente e polémico: o negacionismo do Holocausto – com o filme britânico retratando um intenso julgamento ocorrido na Inglaterra no final dos anos 90. Neste, o negacionista da solução final nazi, o "historiador" David Irving, processou a sua congénere americana Deborah Lipstadt e a sua editora, a Penguin Books, por difamação – desafiando-a a provar em tribunal que o genocídio de milhões de judeus na 2ª Guerra Mundial efetivamente aconteceu.

Com a ascensão dos populismos xenófobos em vários países, o tema torna-se efervescente. Estamos a viver uma época terrível, diz ao C7nema a diretora da Judaica, Elena Piatok. E o mais assustador é encontrar em Portugal pessoas com um certa projeção na vida cultural do país, a defenderem estas ideias, diz.

Quanto à obra de Mick Jackson, que ganha na Judaica a antestreia nacional, Piatok observa que para alguns pode tratar-se apenas de um filme académico, mas é um muito bem atuado e escrito pelo grande David Hare. Vai fazer as pessoas pensarem. Crente nisto mesmo, a Mostra promove um debate, no dia a seguir, intitulado Negacionismo, Pós-Verdade: Defender o Indefensável?

De Trump a McCarthy

A era Trump dificilmente é invejável, mas como lembra a diretora, tampouco o eram os anos em que o McCarthismo entrava em todas as esferas da vida privada norte-americana. Em causa está o filme Indignation, outro dos destaques da programação. Baseado bo livro de Philip Roth, ostenta no currículo passagens por Sundance e Berlim no ano passado e traz a estreia na realização o antigo patrão da Focus, bastião do cinema indie norte-americano. É um filme iconoclasta e atrevido, diz. Indignation trás Logan Lerman e Sarah Gadon nos papéis principais.

O homem engolido pela sua cultura

Dos mais singulares, por seu lado, é El Rey do Once, outro exemplar vindo do Festival de Berlim do ano passado. Desta feita é o argentino Daniel Burman que usa de uma ironia corrosiva para contar a história de um exilado do Once (vivido por Alan Sabbagh) – bairro judaico de Buenos Aires. Numa visita que parecia apenas fortuita, o protagonista é literalmente engolido por aquilo que nunca deixou de ser… O humor indie é de luxo – ainda que nem sempre compreensível para estrangeiros.

Tragédias anedóticas

A sessão de encerramento ficou reservada ao conflito Israel-Palestina, tema árido e de abordagem difícil num contexto de Mostra Judaica. Mas as coisas tornam-se mais amenas se o enfoque for o do filme A Guerra dos 90 Minutos, onde o conflito será resolvido num jogo de futebol… no estádio do Leiria!

Elena Piatok não sabe bem como foi este local específico foi parar na história – mas espera esclarecer com a presença no evento do realizador israelita Eyal Halfon. O filme é puro sarcasmo e ironiza os dois lados. E o final é fantástico!.

Já o documentário O Último a Rir conta com depoimentos de Mel Brooks e Rob Reiner e investiga, com humor claro, até onde se pode rir de questões como as do Holocausto…

Comediantes e desgraçados…

Por fim, na parte lisboeta da Judaica ainda vale a pena destacar mais dois filmes. Jerry Lewis – o Homem por detrás do Cómico, traça o percurso completo de um dos reis da comédia dos anos 60 – contando com depoimentos de Martin Scorcese e François Truffaut, entre outros. O mestre da Nouvelle Vague, aliás, como outros críticos/cineastas franceses da altura, reconheciam de uma forma bem mais explícita que os norte-americanos o talento de Lewis – conferindo-lhe uma aura cult que ainda perdura…

Pior na fotografia ficou Anthony Weiner, o protagonista do aclamadíssimo e grande vencedor de Sundance 2016 na categoria documentário Weiner, de Josh Kriegman e Elyse Steinberg. O filme mostra os bastidores das eleições à Câmara de Nova Iorque, em 2013. O antigo congressista, que começou a cair em desgraça em 2011 após um escândalo sexual (envio de imagens pornográficas por telemóvel), tentou voltar à vida política – mas um novo episódio, semelhante ao anterior, complicou tudo.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos