Menu
RSS


«Stronger» (Força de Viver) por André Gonçalves

 

A 15 de abril de 2013, duas bombas caseiras detonaram na maratona de Boston, deixando três mortos e centenas de feridos. Entre esses feridos, Jeff Bauman perdeu ambas as pernas por estar imediatamente adjacente a uma das bombas, e teve então que lidar com esta perda, ao mesmo tempo que a cidade lhe conferiu um estatuto de "herói"... 

Dramas biográficos contendo histórias de superação protagonizadas por pessoas deficientes de nascença, ou que ficaram assim por circunstâncias da vida serão um outro género difícil de bater em cima, sob o risco de ser acusado insensível.

Stronger tinha logo à cabeça um trunfo sobre outras narrativas: o realizador David Gordon Green, que evidenciou, ao longo de grande parte da sua carreira (começando por George Washington), um talento por sair fora da caixa, e escapar assim a facilitismos. E durante o primeiro ato, Green parece cumprir essa expectativa, ao não nos dar de bandeja o cocktail emocional, adicionando um pouco de realidade aos procedimentos - sendo o culminar do cocktail sugestivo o momento em que tiram o penso à personagem principal, entretanto sem pernas (primeira informação interessante, que demonstra esta preocupação em fazer quase docudrama: o médico foi o mesmo que operou Jeff Bauman; segunda informação interessante: esta cena é de tal modo bem executada que terá por si só gerado o mal-estar de uma espectadora, obrigando à paragem da projeção aquando da ante-estreia do filme). 

É após o regresso a casa que os procedimentos se tornam mais rotina, e Green parece sentar-se mais confortavelmente na sua cadeira, conduzindo a película para a conclusão mais lógica (leia-se: reconfortante), deixando o trabalho duro para os seus atores - principalmente a dupla principal interpretada por Jake Gyllenhaal e Tatiana Maslany. Esta dupla vai cumprindo com as expectativas - ele com o seu eterno charme de "rapaz perdido" (desde Donnie Darko), ela tentando fugir à figura típica que o argumento lhe escreve de "mulher de suporte" (e à associação direta às clones de Orphan Black). São performances-isco para prémios (não tivesse o filme sido um flop e estaríamos a falar mais deles), cuidadosas, empáticas. Pena que estejam à volta de um filme que não se supere de todo, contentando-se a partir de certo ponto, com mínimos facilmente aceitáveis pelo público-alvo, não fugindo de todo dos checkpoints obrigatórios que parecia à partida estar pronto a evitar. 

 

 

André Gonçalves



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos