Menu
RSS


«Beach Rats» por André Gonçalves

Desde o flash clínico inicial da selfie na escuridão do seu protagonista "fora do meio" até ao bater de coração num final pontuado por fogo de artifício, a rebentar, "Beach Rats", justamente premiado no Festival de Sundance para a sua realizadora Eliza Hittman, garante-nos uma viagem e meia. Da escuridão provocada pela solidão de alguém que "não sabe sequer do que gosta", que busca em chats eróticos via webcam maneiras de se (auto)satisfazer, para outra escuridão, ainda mais arrepiante, se lá está, posta no clima publicamente "romântico" de um fogo-de-artifício de sexta-feira.   

Frankie (interpretado por um impressionante Harris Dickinson, um britânico que para além de ser ator, já realizou e escreveu um trio de curtas-metragens) é um adolescente de 19 anos que vive com a mãe, o pai acamado (vítima de cancro) e a sua irmã mais nova, que começa a despertar para a sexualidade, e a despertar o seu olhar de inveja por algo que não consegue atingir publicamente. Com o seu "gang" diverte-se a usar drogas, e é socialmente obrigado a arranjar uma namorada, para também ser aceite pelo "gang" de amigos e para, assim, satisfazer as expetativas destes e da sua família. 

Se a existência armariada de um protagonista é dos dispositivos mais usados ao longo do cinema queer, Eliza Hittman mostra desde cedo um olhar único, diferenciador, aliado ao protagonista em grandes planos da sua cara e corpo, mas também suficientemente aberto para que o espectador entre e se consiga rever numa situação que pode ou não ter sido a sua. A união com a diretora de fotografia Helène Louvart (colaboradora de Wim Wenders e Agnés Varda) é outro grande trunfo, num filme que apresenta uma janela para os subúrbios solarengos/noturnos de Brooklyn raramente aberta. Talvez haja quem se lembre aqui de fazer uma ponte com os filmes de Larry Clark num retrato de juventude não necessariamente pobre que se entretém a vadiar, e a experimentar sexo e drogas, mas a Hittman, pese a "tragédia" iminente, interessa-lhe mais desarmar-nos que chocar-nos. Missão cumprida, para mim. 

Ganhe ou não um prémio neste festival, "Beach Rats" é prova absoluta em 2017 que o cinema independente norte-americano consegue ainda pegar em narrativas completamente tradicionais, e torcê-las para nos apresentar objetos singulares.   

André Gonçalves



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos