Menu
RSS


«The Limehouse Golem» (Os Crimes de Limehouse) por Hugo Gomes

Curioso este completo cenário envolto a The Limehouse Golem, os crimes vitorianos com o burlesco como fusão, pista a pista por uma reinventada pose de um Sherlock Holmes wannabe. Sim, todo o interesse que possa surgir deste filme nasceu da imaginação do escritor Peter Ackroyd e do seu apetite pelo grotesco em 1994, o espetáculo mundano das classes baixas e sujas de uma Londres dos tempos da Rainha Vitória. Uma espécie de macabro retrato pelo sensacionalismo dos media e da “sede desumana” por esses consumidores. O filme, porém, é outro caso.

Assinado pelo espanhol Juan Carlos Medina, quatro anos depois de Insensibles [ler crítica], este Golem sem relacionamento com a mítica e homónima criatura judia é um autêntico velcro cinematográfico. Enquanto é criado um cenário gótico-vitoriano de requinte, um elenco capaz de sombrear “canastridades” (um competente Bill Nighy num papel que iria ser endereçado a Alan Rickman), The Limehouse Golem resolve acentuar a sua artificialidade contra o próprio enredo, este tratado com “chico-espertice” perante o espectador, que voltas e revoltas dá até chegar à previsibilidade. De certa forma, achamos divinal esse “castigo” pelo entediado whoddunit perante a criminalidade da ocultação que ousa em operar ao longo da trama.

O público, esse, involuntariamente cego perante as confusões de uma escondida lista de crimes, sem a perceção da investigação que se vai desenrolar à frente dos seus olhos. Assim como os flashbacks, que poderiam ter o seu cunho de criatividade num sinistro dueto debitado, é forçado a persistir como cúmplice numa arrastada fraude. Sim, The Limehouse Golem é uma obra de enganos, um embuste para quem o vê.

No final desta experiência, retiramos a condição feminina na ciência do macabro e do humor negro no qual consistiu Karl Marx como um dos suspeitos a estripador. Mas no fundo, é um filme infeliz, confirmando o quanto visual é o cinema de Medina em prol de um tremendo vácuo sob disfarce. 

Hugo Gomes



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos