Menu
RSS


«Catfight» por André Gonçalves

Enquanto se debate a crise de originalidade em Hollywood, sendo a última acha para a fogueira a respescagem do universo de "Matrix", é bom saber que ainda há quem tente construir novos quadros narrativos. Para evitar insuflar expectativas: não, o artista multifacetado Onur Tukel (que para além de realizar e escrever filmes como este Catfight, ainda encontra tempo para ser pintor) não é propriamente a segunda vinda de Charlie Kaufman. Mas Catfight é ainda assim dos filmes mais originais saídos do solo norte-americano no último ano. Para começar, é difícil imaginar antecedentes para este briga de mulheres em três atos; talvez o que mais venha à memória, dado o "nonsense" assumido aqui acompanhado de uma banda sonora clássica, é um desenho animado dos Looney Tunes.

Veronica Salt (Sandra Oh) e Ashley Chambers (Anne Heche), ex-colegas de faculdade, são as arqui-inimigas aqui; são no fundo reflexos uma da outra, como qualquer boa história de quadradinhos - e daí que o filme puxe literalmente (e exaustivamente, diga-se) desse tema, em dois atos consequentes, reversos um do outro. Uma é artista; a outra não entende o valor da arte; uma usa o conflito no Médio Oriente para se revoltar artisticamente, a outra deixa-se levar pelo interesse financeiro do seu marido neste conflito; mas ambas acabam por ser mulheres solitárias mesmo quando acompanhadas de um núcleo familiar: Veronica tem um marido e um filho (que, para pesadelo da mãe, está com intenções de ser artista como a sua inimiga), Ashley tem uma namorada com quem planeia engravidar (Alicia Silverstone, igualmente bem retornada).

Oh e Heche lutam corpo a corpo três vezes em três cenários completamente distintos, e se o resultado do confronto aponta para um empate técnico (quem vir perceberá), diria que é uma vitória para ambas as atrizes, que fazem os possíveis com personagens de "desenho animado" neste regresso ao grande ecrã. Tukel demonstra ter aqui um toque especial para a comédia negra, só desempata para a negativa quando não percebe que não pode haver espaço para qualquer drama quando a própria morte de personagens adjacentes é jogada como uma grande piada. Ainda assim, o seu filme nunca perde o interesse na sua hora e meia de duração, e merece sem dúvida uma espreitadela de todos.

O melhor: o efeito "cartoon" (quando é divertido)
O pior: o efeito "cartoon" (quando tenta ser algo mais do que pode ser)


André Gonçalves



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos