Menu
RSS


«Leviathan» (Leviatã) por Duarte Mata

Tendo dado mais que falar que o vencedor da Palma d'Ouro, Sono de Inverno, ou até mesmo que o último Godard, é com grande antecipação que se recebe o vencedor do prémio de melhor argumento da última edição de Cannes, Leviatã.

E é mesmo no guião que reside a sua força, num enredo que envolve a ganância de um político déspota (apetece dizer Putiniano e não excluímos a possibilidade que seja a personificação do presidente russo) em adquirir o terreno habitado por uma família desfavorecida e emocionalmente deteriorada. Mas, cinema define-se mais que pela história, contam principalmente os meios e dispositivos cinematográficos a que recorre. E aí a coisa já não corre tão bem. Não se pede que Andrey Zvyagintsev seja um novo Tarkovksy (a imprensa britânica é que o tem defendido injustamente como tal), mas Leviatã é meramente um melodrama familiar de fácil digestão, filmado por vezes com paixão (digam lá se a imagem que está no poster não é do caraças?), outras com uma mera vontade de expor e despachar cada linha de diálogo contida na cena.

Não está nada má enquadrada a criatura bíblica do título e a carga simbólica que leva aplicada à Rússia (a relação indivíduo/Estado, os limites inatingíveis da corrupção e poder político, a hipocrisia na riqueza da Igreja Ortodoxa), mas, nem ela chega para justificar o desfecho trágico e doloroso, bem como a quantidade de perguntas que ficam em aberto, neste enredo antipático com qualquer uma das suas personagens e onde todos parecem querer o mesmo.

O melhor: O argumento.
O pior: A vulgaridade dos dispositivos cinematográficos a que recorre.


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos