Menu
RSS


«Lore» por Roni Nunes

 

Os registos cinematográficos sobre a história do nazismo, em especial aqueles feitos fora de Hollywood, têm ganho muito em realismo e profundidade, especialmente quando se despem dos preconceitos, das soluções simplistas e dos sentimentalismos. A realizadora australiana Cate Shortland adaptou um livro semiautobiográfico da escritora britânica Rachel Seiffert e saiu-se com um filme absolutamente brutal sobre o tema.

Mais precisamente sobre a derrocada final do país de Adolf Hitler. Em 1945 os alemães vão se dando conta de que a grande nação germânica idealizada pelo führer – seguido com empenho por partes consideráveis da sua sociedade – está arruinada.

O grande líder da vitória final está morto e as contas que ficaram por pagar não são nada desprezíveis: durante o filme, o espectador cruza com os sobreviventes às voltas com o luto pelos familiares (alguns ainda a decomporem-se no quintal), com a miséria e a violência reinantes, com a constatação dolorosa da derrota e, dado novo, com a perplexidade (e a negação) diante do conhecimento das atrocidades cometidas durante a "solução final". Neste último caso, por exemplo, para lhes fornecer um pedaço de pão, os aliados, agora senhores do que era a Alemanha, exigem que eles vejam as fotos dos campos de concentração recém-libertados.

O retrato de um país devastado e sem rumo encontra sintonia com a trajetória de Lore Stressler (Saskia Rosendahl, extraordinária), uma adolescente que, após a fuga dos pais, figuras importantes do regime, lidera seus irmãos menores por uma viagem desesperada para atravessar o país e chegar à casa da avó. No caminho arranjam ainda um sinistro companheiro de viagem (Kai Malina).

Shortland não se coíbe em representar tanto a violência física como a psicológica como símbolo de um mundo tomado pela lei da sobrevivência. As suas personagens (com exceção de Lore, todas crianças e onde se inclui um bebé permanentemente faminto) fazem uma jornada sem dúvida heroica, mas pouco edificante ou gloriosa – na medida em que o que resta dela é o retrato final de um colapso coletivo sem precedentes.

Paralelo a isto tudo, a protagonista lida com a construção da sua própria identidade. Esta diz respeito tanto a cada vez mais incontornável questão do passado dos pais, quanto da erupção do seu próprio despertar sexual. Não é pouca coisa e daí que a relativa economia de cenas sentimentais e diálogos explicativos com que Shortland pontua o seu filme, repleto de momentos silenciosos e detalhes da natureza, funcionam à perfeição. A completar, um final igualmente satisfatório.

Por fim, "Lore" deixa entrever um pensamento bastante simples: a linha que separa uma civilização sofisticada, como era a Alemanha do início do século XX, da barbárie absoluta, é bastante ténue.

O melhor: a perfeita ligação entre tema, história e trajetória pessoal; Saskia Rosendahl
O pior: nada


Roni Nunes



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos