Menu
RSS

 



«Billy Elliot» cancelado na Hungria após acusações de propaganda de conversão gay

Billy Elliot, um musical baseado no filme homónimo de 2000 realizado por Stephen Daldry, voltou à ribalta pelo motivo mais insólito.  

Um meio de comunicação pró-governo, Magyor Idok, afirmou que o espectáculo poderia fazer os rapazes gay, e acusou a sala de espectáculos húngara de estar a "disseminar propaganda gay". "A propagação da homossexualidade não pode ser um objetivo nacional, quando a população está a ficar mais velha e em menor número, e o nosso país está a ser ameaçado pela invasão", continuou o autor do artigo. Como consequência, esta pressão mediática terá originado queda no interesse público, e a Ópera Estatal Húngara já fez saber que irá cancelar cerca de um terço (15 em 44) dos espectáculos neste país, que relembramos está a ser governado por um governo de direita conservadora. 

Na peça/filme, um rapaz de classe baixa encontra refúgio no ballet. A versão húngara da peça tinha já como nota relevante a ausência do melhor amigo de Billy do seu enredo - esse sim visivelmente homossexual; ainda assim, a propaganda homofóbica permaneceu, e venceu. 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos