Jorge Pereira - C7nema
Menu
RSS

Boots Riley critica novo filme de Spike Lee

Boots Riley criticou BlacKkKlansman, dizendo que o novo filme de Spike Lee mudou eventos históricos no filme para retratar a policia americana de uma forma mais positiva. O rapper e realizador (Sorry to Bother You, 2018) alega ainda que Lee teria recebido 200 mil dólares da polícia de Nova Iorque para dirigir uma campanha publicitária para melhorar a sua imagem junto das comunidades minoritárias e que - quer isso seja verdade ou não - BlacKkKlansman se assemelha a uma espécie de extensão desse trabalho.

As palavras foram proferidas num ensaio publicado no Twitter, onde Riley começa por elogiar a capacidade cinematográfica de Spike Lee, criticando depois abertamente o conteúdo, emparelhando este filme ao anterior - Chi-Raq -, como que se Lee quisesse deixar a mensagem que: "os negros devem deixar de se preocupar com a violência policial e preocuparem-se com o que fazem uns aos outros, pois a policia é contra o racismo de Qualquer das formas."

BlacKkKlansman é baseado nas memórias de Ron Stallworth, um ex-detetive que se infiltrou na Ku Klux Klan nos anos setenta. No filme, Stallworth (interpretado por John David Washington) é um herói da força policial pelos seus feitos, incluindo a travagem de um atentado. 

Porém, Riley afirma que esse evento - juntamente com outros representados na fita - foram criados para favorecer a imagem da polícia: "É uma história inventada em que as partes falsas tentam fazer do polícia o protagonista na luta contra a opressão racial", diz.

O músico e cineasta alega ainda que Stallworth fez parte da COINTELPRO, uma série de operações secretas e muitas vezes ilegais conduzidas pelo FBI para interromper organizações políticas. Uma dessas organizações lutava contra a opressão racial, mas Stallworth esteve infiltrado três anos a sabotar o grupo. Riley invoca a Lei de Liberdade de Informação (FOIA), que divulgou provas das ações de Stallworth contra causas defendidas pelos negros: “Sem as coisas inventadas e com o que sabemos da história real do trabalho policial em grupos radicais, e como eles se infiltraram e conduziram organizações de Supremacia Branca para atacar esses grupos, Ron Stallworth é o vilão”.

Advogado de Harvey Weinstein diz que Asia Argento é "hipócrita"

O advogado de Harvey Weinstein, Ben Brafman, apelidou Asia Argento de hipócrita logo após surgirem relatos que a italiana terá alegadamente chegado a acordo extra-judicial com Jimmy Bennett, que a acusou de agressão sexual, em 2013, quando tinha apenas 17 anos.  

"Estes desenvolvimentos revelam um nível impressionante de hipocrisia por parte de Asia Argento, um dos catalisadores mais sonoros que procuraram destruir Harvey Weinstein", disse Brafman, acrescentando: "O que é talvez mais aberrante é o momento do caso, que sugere que ao mesmo tempo que Argento estava a trabalhar no seu acordo secreto devido ao abuso sexual de um menor, posicionava-se à frente daqueles que condenavam o Sr. Weinstein"

Argento foi uma das primeiras a acusarem Weinstein de agressão sexual, dizendo a Ronan Farrow, do New Yorker, que ele a obrigou a fazer sexo oral à força há 20 anos atrás. Ainda assim, a atriz não agiu judicialmente contra Weinstein, nem as suas alegações fazem parte do processo criminal contra ele. Weinstein pode ser condenado a prisão perpétua se for considerado culpado das seis acusações de agressão sexual e violação que estão em discussão nos tribunais.

Winona Ryder e Keanu Reeves podem estar casados desde "Drácula"

Na promoção ao seu mais recente filme, Destination Wedding, Winona Ryder adiantou que poderá estar casada com Keanu Reeves na vida real por culpa de Francis Ford Coppola.

Ao que consta, Reeves e Ryder deram o nó durante as filmagens de uma cena de Drácula, filme lançado em 1992. Depois das filmagens de Drácula terem terminado, Coppola disse que estava insatisfeito com a versão estilizada da cena de casamento e achou que “ter a verdadeira cerimónia de como seria naquela religião [o cristianismo ortodoxo grego] seria ótimo”. Ele filmou então uma cerimónia numa igreja ortodoxa grega em Los Angeles com um padre verdadeiro: "Quando todos terminamos, percebemos que Keanu e Winona realmente estão casados como resultado dessa cena e dessa cerimónia.”, disse Coppola.

Recorde-se que foi Ryder que sugeriu a ideia numa entrevista à Entertainment Weekly: “Nós realmente nos casamos em Drácula. Não, juro por Deus, acho que estamos casados ​​na vida real. Naquela cena, Francis [Ford Coppola] usou um padre verdadeiro (...) Acho que estamos casados".

Filme com Kevin Spacey faz 540 euros no box-office americano

  • Publicado em Mercado

O drama criminal Billionaire Boys Club, protagonizado por Kevin Spacey, Ansel Elgort, Taron Egerton e Emma Roberts, ganhou 618 dólares (540 euros) no fim de semana  nos cinemas norte-americanos. O filme, que já tinha sido lançado em VOD em julho, foi apresentado em 11 cinemas nos EUA, conseguindo no dia de estreia pouco mais de 126 dólares (111€).

Baseado no Billionaire Boys Club da vida real, ativo no sul da Califórnia nos anos 80, sobre um grupo de estudantes que decide enriquecer através de um esquema em pirâmide, o filme foi anunciado em 2010 e filmado em 2015, bem antes do escândalo que envolveu o seu protagonista. Consta que o seu orçamento foi de 15 milhões de dólares.

A Vertical Entertainment - por trás da produção - teve um verão de 2018 bastante difícil. Para além deste desaire, o estúdio lançou o filme biográfico Gotti, de John Travolta, que arrecadou apenas 4 milhões de dólares e teve críticas nos EUA demolidoras. Tem 0% de rating no Rotten Tomatoes. Já Billionaire Boys Club conta com 11% de apreciação da crítica no mesmo site.

 

 

Contactos

Quem Somos

Segue-nos