Menu
RSS


Retrospetiva Abel Ferrara: a irmandade das mulheres oprimidas («Ms .45», 1981)

A “Ms. 45” do título (referência à pistola que dará “voz” a uma “leading lady” muda) é Thana (Zoë Lund), uma solitária e tímida jovem que trabalha num atelier de costura. A passar a ferro, facto de relevância. Depois de ser violada num beco por um homem mascarado (vivido pelo próprio realizador), encontra outro malfeitor com o mesmo desígnio dentro da sua casa. Um dia difícil, com muitas consequências.

Esteticamente “Ms 45” surge fincado entre a estreia visceralmente delirante de “The Driller Killer” e o rumo para a convencionalidade de “Fear City”. Ferrara passa do “slasher” (serial killers com lâminas) para o “splatter” (sacos de lixo com cabeças, mãos e outras iguarias espalham-se pela cidade) sem fazer, no mais preciso sentido da expressão, “filmes de terror”. No pano de fundo e de viva memória também está uma ala muito particular da “exploitation” que reinou nos anos 70 – os “rape-and-reveng films” (a mulher violada que se vinga) – ao lado de cinemáticos processos de enlouquecimento urbano como encontrados em “Taxi Driver” ou, ainda antes, em “Repulsion”, clássico de Roman Polanski (há uma referência explícita a este através de um animal morto).

Diferente destes dois últimos e do seu projeto anterior Ferrara não aborda este processo de “perda da razão” através de uma concessão ao olhar subjetivo onde a próprio fio condutor da história se perde: há aqui o cliché da velhota coscuvilheira para criar suspense e levar a história adiante. Tal como nos “rape-and-reveng films”, há um nexo causal-explicativo óbvio para a desintegração mental da protagonista. A sua loucura é servida objetivamente ao espectador através das suas ações e não do seu próprio olhar.

Em termos de tema, o universo de Ferrara é marcado pelo machismo violento – frequentemente degenerando em abuso físico. Em “Ms. 45” as mulheres do atelier estão sempre sujeitas a um amplo naipe de rebarbados que servem para justificar a jornada da heroína – ela própria convertendo-se voluntariamente em alvo fácil para atrair os machões e fazer “justiça”. Ao fundo, a personagem recorrente de todo o seu cinema dos anos 80 – a selva urbana de Nova Iorque.

SPOILER: Este processo justiceiro ganha contornos de uma Cruzada literal com um final pleno de ironia: num baile de máscaras o anjo exterminador disfarça-se de freira – uma das obsessões de Ferrara, para não só vingar-se a si própria como para estender a sua justiça a toda a Irmandade das mulheres oprimidas – nos filmes e fora deles.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos